Escolha uma seção
 
 


Confira outras ofertas
Clique aqui.


Arrasando
Conheça os relatos dos mergulhadores formados pela PDIC
Perfil
Conheça mais de perto os profissionais PDIC.
Novos profissionais PDIC
Saiba quem são os novos profissionais!

Você que ama o mar e anseia por desafios constantes. Que gosta de estar sempre aprendendo. Você que possui essas características é a pessoa certa para se tornar um profissional no mergulho recreativo.

Descubra como se tornar um profissional PDIC

Scuba Sul


Perfil - Conheça o profissional PDIC

CAROLINA SCHRAPPE

Carolina Schrappe, 28 anos, é formada em Fisioterapia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Paraná. O interesse pelo mergulho começou após um batismo em Fernando de Noronha em 2000. Ao retornar das férias, fez um curso básico na Acquanauta Mergulho, em Curitiba (empresa da qual é sócia e diretora administrativa) e não parou mais de mergulhar. É Instrutora Naui, Socorrista Avançada pela Universidade Tuiuti (UTP) do Paraná e Instrutora PDIC. 
Atleta de mergulho livre com experiência internacional, em 2001 Carol ficou em quarto lugar no Campeonato Mundial de Mergulho Livre em Ibiza, Espanha (equipe feminina), além de ter sido vice-campeã brasileira, e ter ficado na primeira e na segunda colocação nas seletivas nacionais daquele ano: "A minha grande paixão é a apnéia", confessa Carol.

Atualmente é responsável pelos cursos de mergulho livre da Acquanauta. Além disso, gosta muito de mergulho em cavernas, naufrágios e noturnos, e um de seus hobbies é a fotografia subaquática.

A PDIC é uma das certificadoras mais exigentes do mercado. Por que você a escolheu?
Assim como me encantei pelo mergulho, me encantei pela PDIC. Sou uma pessoa exigente com os outros e ainda mais comigo mesma e acho que foi por isso que me identifiquei muito com a PDIC. Sempre estou almejando o aperfeiçoamento pessoal e do grupo. A Filosofia do mergulho como estilo de vida me diz tudo!

Em termos de didática, qual será o grande diferencial de mercado que a PDIC irá emplacar com a nova filosofia Arraso?
O Arraso mostra um mergulhador comprometido com a atividade, que tem responsabilidade, atitude, que recebe educação adequada e, além de tudo, que tem a consciência de que o ambiente onde mergulhamos deve ser preservado. Isso passa para os novos mergulhadores a responsabilidade de aprender do jeito certo e os porquês de todo esse aprendizado. O Arraso mostra ao mergulhador que não basta "seguir o chefe" ou que "eles não precisam se preocupar pois alguém estará cuidando deles". Os mergulhadores devem ter a consciência de que são responsáveis por seu equipamento, gerenciamento de ar, seu dupla e pelo mergulho como um todo.

Que benefícios os novos padrões gerais de cursos irão trazer para os mergulhadores e os profissionais PDIC?
Com toda a certeza, os profissionais PDIC estarão formando e acompanhando mergulhadores muito mais independentes, no sentido de serem mais responsáveis por seu próprio mergulho e pelo meio ambiente. Como conseqüência, os mergulhadores PDIC serão mais exigentes durante seus mergulhos. Esses padrões conseguem nivelar por cima os cursos em todo o país, não só para novos mergulhadores, mas também, e principalmente, para os profissionais da área. Os padrões devem ser cumpridos e para que isso aconteça, é preciso que os profissionais estejam conscientes que é melhor formar poucos mergulhadores comprometidos com a atividade do que apenas "credenciar" centenas de mergulhadores novos. O objetivo está na qualidade e não na quantidade.

Qual seria a forma ideal de trabalhar de uma certificadora hoje atuando no Brasil?
Acho que a PDIC está no caminho certo. Temos que mostrar para o público em geral o que é o mergulho e como ele deve ser praticado.

Como você vê a atividade do mergulho livre atualmente?
O mergulho livre vem ganhando espaço a cada dia. Há três anos, quando comecei a competir, o esporte de alto nível não era tão divulgado e nem valorizado. Essa abertura de espaço na imprensa ajudou muito na sua divulgação. Tenho certeza que o mergulho livre se tornará um esporte muito mais popular, se trabalharmos para que isso aconteça. Digo isso pois na minha opinião, as entidades responsáveis pela divulgação do esporte se preocupam mais na divulgação de poucos atletas privilegiados do que no crescimento do esporte por todo o Brasil. Muitos estão preocupados apenas com seus próprios incentivos particulares e não estão "comprometidos" com a atividade. Isso está começando a mudar, mas ainda falta muito para se chegar ao ideal. Acho que a PDIC, como vem fazendo com o mergulho autônomo, tem a proposta de formar instrutores de mergulho livre comprometidos e interessados em divulgar o esporte. Com certeza me empenharei ao máximo para que isso aconteça em nosso país.

Participe mandando o nome do profissional que você quer conhecer mais um pouco, clique aqui.

Voltar

Dive Wear PDIC

 

PDIC © 2001 - 2005